04 de May de 2020 Comprometida com seus colaboradores, Alegra adere ao movimento “Não Demita”

Comprometida com seus colaboradores, Alegra adere ao movimento “Não Demita”

Ficar em casa na quarentena é um ato de cuidado imprescindível para evitar a disseminação do novo coronavírus. E, neste momento tão instável, revigoramos o nosso compromisso em manter todo o quadro de colaboradores Alegra, para tranquilizar cada um deles e também suas famílias, além de ajudar a minimizar os impactos econômicos e sociais da pandemia.

A Alegra aderiu ao movimento “Não Demita”. A decisão garante a permanência de mais de 1.500 colaboradores em seus postos de trabalho até o mês de junho, na indústria de produtos de origem suína, localizada na região dos Campos Gerais, no Paraná. 

Com a chegada da pandemia do Covid-19 ao Brasil, uma das principais preocupações do setor econômico e social foi essa: as demissões em massa. E para evitar que isso aconteça surgiu o movimento “Não Demita”, com a intenção de motivar empresas a manterem seus funcionários mesmo em meio a crise.

“Temos uma responsabilidade social ainda maior em momentos de crise, pois temos mais condições de reagir e ajudar as pessoas dando exemplo para outras instituições seguirem essa mesma atitude”, explica Matthias Tigges, superintendente da Alegra.

Dessa forma, as atividades estão mantidas na indústria, seguindo firmes com as medidas preventivas e orientações de segurança dos órgãos oficiais do governo.  

Até o momento, mais de 3.300 mil empresas, como Itaú, Grupo Boticário, MRV Engenharia, Grupo Pão de Açúcar e Lojas Renner, já aderiram ao movimento, criado pelo presidente do conselho de administração da Ânima Educação, Daniel Castanho, com o intuito de preservar empregos durante a pandemia. 

Siga a Alegra nas redes sociais e acompanhe as nossas atualizações neste tempo de quarentena: LinkedIn, Facebook e Instagram

Comentários

Você também vai gostar das publicações abaixo: