26 de February de 2021 12 dicas essenciais para fazer um churrasco perfeito

12 dicas essenciais para fazer um churrasco perfeito

Tem coisa mais gostosa que preparar e saborear aquele churrasquinho suculento no fim de semana?

A gente passa a semana todinha pensando em como curtir o fim de semana, qual comida comprar no mercado, qual bebida colocar para gelar e qual prato preparar… E, sem dúvidas, o churrasco está entre as primeiras opções do menu do brasileiro, seja para fazer no sábado ou no domingo. 

Mas se tem uma coisa que deixa a gente triste e que pode prejudicar o sabor do tão aguardado churrasco, é errar alguma etapa do preparo.

Por isso, para garantir uma carne macia, impressionar com muito sabor e virar o mestre churrasqueiro da família, separamos 12 dicas necessárias para você preparar o seu churrasco. Vem ver:  

Como fazer um churrasco suculento?

1. Quantidade por pessoa

Um delicioso churrasco começa com organização. Você precisa planejar e calcular a quantidade de carnes e ingredientes que serão utilizados, além de pensar nos outros itens importantes, como o carvão.

Dessa forma, quando for ao mercado, leve uma lista de compras e tenha em mente a quantidade de pessoas que vão consumir as delícias.

Anota aí: o indicado são 400g de carne para cada pessoa. Caso a peça tenha osso, calcule 20% a mais da quantidade normal. Lembrando que essa quantidade vai além dos acompanhamentos, tá bom?

Use a Calculadora de Churrasco da Alegra Foods

2. Organize os preparativos para o seu churrasco 

Com todos os itens em casa, o próximo passo é organizar os ingredientes e utensílios que  você vai usar do começo ao fim do preparo.  

Isso vai evitar que você precise deixar os cortes assando e ter que ir até o outro espaço da casa para pegar o que falta. Afinal, ninguém quer uma carne ressecada, não é mesmo?

3. Escolha bem os cortes do seu churrasco 

Optar por cortes que tenham mais gordura é um dos segredos dos melhores churrasqueiros do mundo.

Você não precisa consumir o pedaço de gordura, mas é ela que vai dar suculência e acrescentar mais sabor à carne.  

Picanha suína, filé mignon suíno e costela suína são cortes ideais para um bom churrasco. E claro que não podem faltar as clássicas linguiças, responsáveis por abrir a degustação de qualquer churras.

Você também pode gostar de: 
Conheça os principais cortes de carne suína 

4. A escolha da grelha também é importante 

Uma grelha maior e mais elaborada vai te ajudar a preparar o churrasco de maneira mais fácil e confortável, já que oferece um espaço maior para acomodar a carne. A mais simples vai prolongar um pouco mais o tempo de preparo.

Se você pensa em investir em uma boa grelha, as de ferro fundido são ótimas e têm um bom custo-benefício.

Sobre a relação da altura da grelha e do fogo, é muito importante posicionar a grelha a 40cm do fogo, para proteger a carne e evitar que os cortes fiquem ressecados.

5. Escolha o carvão certo 

Um bom churrasco também depende, em grande parte, de um bom carvão.

Os carvões de madeira de eucalipto são os melhores. Esse tipo é de alta densidade e não vem de mata nativa.

Suas pedras acendem com facilidade. Geralmente, têm entre 2cm e 15cm, e seu barulho é metálico. Além de acender facilmente, sua brasa é duradoura, a fumaça é quase zero e não apresenta um cheiro desagradável. 

Outros tipos de carvão liberam muito pó, além de serem quebradiços, o que é péssimo para a qualidade da sua carne e podem até prejudicar o sabor da mesma. Ninguém quer isso, né? 👀

Sobre a quantidade de carvão necessária para o seu churrasco, calcule, aproximadamente, 1,5kg de carvão para cada 1kg de carne.

6. A técnica para fazer o fogo do churrasco 

O segredo de uma boa brasa é certificar-se de que está vermelha e incandescente, com aquela fina camada branca em sua superfície. Então, acenda o fogo 1h antes de começar a assar as carnes. Ah, não precisa abanar nem assoprar. Deixe o fogo rolar! 🙃

Aproveite as cinzas do churrasco anterior e coloque por cima delas o carvão novo. Elas acalmam a brasa e formam uma espécie de película que não deixa a gordura da carne penetrar com intensidade no carvão, pois a gordura que pinga provoca labaredas e fumaça, podendo queimar os cortes.

7. A importância do sal na carne

Os grandes especialistas de churrasco recomendam usar sal grosso para peças inteiras e sal comum para cortes mais finos. Essa dica vale ouro, pode apostar!

O sal deve ser aplicado minutos antes da carne ser levada à grelha. Assim, você evita que  o corte resseque e fique mais duro.
 
Outra dica de mestre é temperar as fatias menores após o seu selamento, caso contrário a carne pode perder o suco durante o preparo. 

8. Temperatura X Tipo de carne

No caso de uma peça inteira, leve para um fogo médio ou brando. O tempo médio de preparo é de 40 minutos. Já os cortes mais finos precisam de mais calor.

É preciso montar o braseiro em sua churrasqueira de forma que você tenha diferentes temperaturas na grelha.

Então, concentre o maior volume de brasas em um lado, proporcionando um fogo forte. Do outro, deixe um pouco menos para uma chama mais branda. Assim, você pode assar diferentes cortes ao mesmo tempo.

Você ainda tem a possibilidade da altura, podendo assar a carne usando espetos.

9. O ponto da carne

Essa é a parte que exige mais a sua atenção. Existem seis pontos para o preparo de carnes: selada, mal passada, do ponto para mal, ao ponto, do ponto para bem e bem passada.

A escolha do ponto depende da preferência de cada um, mas é preciso deixar bem claro que o ponto da carne está diretamente ligado a sua suculência e maciez. Sendo assim, quanto mais passada a peça ficar, mais rígida ela vai estar na hora de consumir.

Procure não espetar os cortes para não perder o suco. E nunca deixe a carne esfriar para servir. Isso faz com que o sabor e a maciez acabem indo embora.

10. Selar a carne é o truque para um corte suculento

Essa etapa é muito importante para manter o sabor e a suculência do corte de churrasco. Você deve selar a carne em fogo alto.

É necessário criar uma camada fina bem assada ao redor da peça de carne, para conservar os sucos na parte interna. Feito isso, você precisa mudar o corte para o espaço da grelha com a temperatura ideal para o seu cozimento.

11. Como cortar a carne depois de assada

Corte a carne do seu churrasco já pronta contra as fibras, respeitando o selamento do corte e evitando que a peça perca a suculência.

O corte contra a fibra também vai facilitar a mastigação, pois assim você divide as fibras em pedaços menores. 

12. A sequência do churrasco



Poucas pessoas pensam na sequências de carnes que vão oferecer o churrasco, mas isso faz toda diferença!


Comece com alguns petiscos para acompanhar as bebidas, como uma linguiça suína. Enquanto a família aprecia as entradas, dê início ao preparo da carne principal. Mas lembre-se que se a peça for inteira, você precisa colocar na brasa antes mesmo do petisco. Já os cortes mais finos podem ser feitos na hora.

Depois, surpreenda a todos com uma sobremesa feita na própria churrasqueira. Frutas como abacaxi, banana e maçã grelhadas ficam uma delícia e podem ser servidas com sorvete. Humm… É de dar água na boca, né? 😋 

Bom se você leu até aqui, saiba que você está prontíssimo(a) para se aventurar fazendo um churrasco super delicioso e suculento.

Para mais dicas como essas, siga as nossas redes sociais: Instagram, Facebook e LinkedIn.

Um ótimo churras pra você! 😉
  
Fontes: Royal Super Você, gshow, Terra, Santa Massa, Disk Churrasco, Superinteressante, Tudo Gostoso

Comentários

Você também vai gostar das publicações abaixo: