10 de junho de 2021 Siga estes 10 passos para fazer o risoto perfeito

Siga estes 10 passos para fazer o risoto perfeito

Quentinho, suculento e saboroso! Se tem uma comida que a gente ama no verão ou no inverno, é o risoto. Mas vamos combinar que ele cai muito bem nos dias frios, né?

Se você é fã desse tradicional prato italiano, se usa ou não o arroz adequado (quem nunca fez um caseirinho assim? 👀✋), hoje separamos dicas essenciais para sempre deixar o seu risoto o suprassumo do sabor. Olha só! 

10 passos para fazer o risoto cremoso perfeito

Como fazer risoto:

1. Use o arroz adequado

 

Antes de tudo, para você fazer um belo e tradicional risoto, você precisa ter o arroz apropriado para isso. 

A cremosidade do prato se deve ao tipo de arroz usado na preparação, que por sua vez libera o amido e o resultado são os grãos que se juntam em cremosidade, mas sem grudar e sem ficar empapado. Essa é a essência do risoto.

O arroz nosso de todo dia, o branco ou parboilizado, que faz a dupla perfeita com o feijão, não é indicado, pois é muito fininho e tem pouco amido. 

O arroz arbóreo é o mais comum para fazer risoto e, entre os grãos adequados para fazer o prato, ele é mais fácil de encontrar.

Também tem o tipo carnaroli e vialone nano, que são considerados super finos e queridinhos dos chefs. Eles têm mais amido que o arroz arbóreo e absorvem menos líquido, sendo ainda mais difícil o grão quebrar e passar do ponto.  

2. O ponto ideal do risoto

 

Os chefs sempre afirmam que o risoto tem apenas um único ponto: al dente. É o estado, que mesmo estando cozido, ao servi-lo, o arroz ainda oferece uma leve resistência ao morder, sabe? 

3. Nunca lave o arroz para risoto

 

Nós, brasileiros, temos o costume de lavar o arroz agulhinha, mas jamais devemos fazer isso com o arroz de risoto. 

Afinal, ao lavar vamos soltar todo o amido do grão e fazer com que o arroz fique molinho demais, prejudicando todo o cozimento. Sem contar que não vai mais ter aquela suculência que só um risoto preparado da forma correta tem.  

4. A importância do vinho

 

Você já se perguntou: por que toda receita tradicional de risoto precisa levar vinho? Então, é porque essa bebida ajuda a liberar o amido.

A taça de vinho sempre entra no começo do preparo, antes de adicionar o caldo na panela com o arroz. 

Mas atenção: use sempre vinho branco seco para o risoto. Ele é o mais indicado por ser o mais neutro e fácil de combinar, além de não tingir o arroz.  

No entanto, há receitas de risotos, principalmente de origem portuguesa, que levam vinho tinto, mas é recomendado apenas para os preparos que você deseja acentuar o sabor doce no prato.  

5. O caldo perfeito

 

Cada receita tem o seu caldo ideal. No entanto, há uma base de caldo de legumes super famosa, e ela não é italiana, é de origem francesa: o mirepoix – que se pronuncia “mirepoá”. Mais uma dica de chef, viu?

Confira a seguir como fazer o tradicional fundo de legumes mirepoix:  

Receita de caldo para risoto 

Ingredientes:

2 cebolas
2 cenouras
1 maço de salsão
1 cabeça de alho
Tomilho a gosto
Louro a gosto
Pimenta-do-reino a gosto  

Modo de preparo: 

  1. Descasque e corte os vegetais em cubos.
  2. Aqueça a panela, coloque um fio de azeite e adicione os legumes cortados.
  3. Refogue, mas cuidado para não refogar demais, queimar e amargar o caldo.
  4. Deixe o fogo baixo e adicione água para cobrir os vegetais dois dedos acima.  
  5. Em seguida, adicione as especiarias: tomilho, louro e pimenta-do-reino a gosto. 
  6. Deixe cozinhar em fogo baixo, por cerca de 45 minutos (no mínimo) para extrair todo o gosto dos legumes no caldo.
  7. Depois peneire a mistura e guarde em um recipiente com tampa na geladeira.

Essa é a base do famoso caldo de legumes, mas é importante lembrar que você pode adicionar outros vegetais, como abobrinha, pimentão e também outras especiarias, como salsinha e alecrim. Escolha ingredientes que você acha que combinam com a receita e com o seu paladar. 

Ahh, também é importante usar o caldo de legumes para risoto sempre fervente. Mesmo que você prepare dias ou horas antes, no momento de adicionar na panela com o risoto, o caldo precisa estar quente. 

6. Prepare o risoto em uma panela grossa

 

Como a regra não é deixar empapar e queimar o arroz, a panela de fundo grosso é a mais indicada para reter o calor do preparo, sem prejudicar a receita.

7. Precisa ter manteiga

 

E tem que ser manteiga, viu? Nada de creme de leite, nem margarina! Ela deve entrar no início da receita para refogar o arroz e no final, gelada. Manteiga gelada? Gelada mesmo, para dar brilho e acentuar o sabor da mistura. 

Normalmente, a proporção é de 1 colher de sopa de manteiga para 1 e ½ xícara de arroz.  

8. Mexa muito o risoto 

 

Uma das características que fazem do risoto um prato fino é justamente o seu preparo mais demorado. 

O caldo do cozimento precisa ser adicionado aos poucos, concha a concha. Inclusive, sempre que secar, você deve mexer e adicionar mais caldo. Isso evita que o arroz grude no fundo da panela e também ajuda a soltar seu amido.

Mexer o preparo é o que vai fazer o seu risoto ficar cremoso. 😉

9. O tempo certo de cocção

 

Todo o prato, incluindo o preparo do caldo de legumes, leva em média 1h30 para ficar pronto.

Já o tempo de cocção de um risoto leva, em média, 20 minutos, dependendo do seu fogão e da sua panela. Esse tempo varia também conforme o complemento que você vai usar na receita. 

O fogo tem que ser baixo, para que o grão de arroz solte o creme e fique “al dente” por dentro. 

10. Finalização

 

O risoto deve ficar úmido e cremoso. Os italianos costumam dizer que o risoto deve se espalhar no prato como uma onda de cremosidade.

Dessa forma, você vai ter que experimentar o preparo. Quando o arroz estiver cozido, mas ainda firme ao morder, retire do fogo. Caso o risoto esteja seco, adicione mais um concha de caldo. 

Para finalizar, desligue o fogo, acrescente o queijo parmesão ralado fresco, coloque a manteiga gelada e mexa bem a mistura para dar brilho.

As ervas frescas (como a salsinha, cebolinha, manjericão…) devem entrar também fora do fogo, de preferência no prato. E tcha-ran, você alcançou o sonho do risoto perfeito!

Risoto ao seu gosto

 

Uma coisa é certa e ninguém duvida: a nossa ousadia brasileira para adaptar as receitas estrangeiras é grande, o que também cai muito bem para o risoto.  

Tá liberado soltar a criatividade nos preparos com legumes, embutidos, frutos do mar, queijos, frutas secas, diferentes ervas e especiarias.  

Ufa! É muita coisa, né? Mas para você nunca mais esquecer como fazer o risoto perfeito, a gente separou esse resumo lindão. Então, já salva o link do texto aí nos seus favoritos:  

Agora que você aprendeu todas as etapas do risoto perfeito, você já está preparado(a) para fazer um e impressionar aquela pessoa especial.

Mas, como a gente adora adaptar as receitas com os ingredientes que já tem em casa, separamos três receitas de risoto para você. Uma leva vinho e as outras levam cerveja preta, para você preparar uma simples e saborosa versão.    

Eu tenho certeza que você vai ter os ingredientes de uma das receitas aí na sua casa. Continue essa deliciosa leitura:   

3 receitas fáceis de risotos com carne de porco 

1. Risoto com linguiça e vinho

 

Se você é fã das linguiças Alegra, é só pegar esse ingrediente aí no freezer e transformá-lo em uma combinação incrível de sabores, confira:  

Foto reprodução: Tudo Gostoso 

Ingredientes

500g de linguiça frescal Alegra
400g de arroz arbóreo
200ml de vinho branco seco 
2 colheres de manteiga gelada
5 dentes de alhos picadinhos  
8 tomates cereja
1,5 litro de caldo de legumes
50g de queijo parmesão ralado
Pimenta-do-reino a gosto
Tomilho a gosto  
Sal a gosto 

Modo de preparo:

  1. Corte as linguiças em pedaços pequenos e reserve.  
  2. Coloque uma colher de manteiga na panela e frite os pedaços de linguiça. Depois de frita, adicione o alho, o sal, a pimenta-do-reino e um pouquinho de tomilho na panela. Mexa!  
  3. Adicione o arroz e mexa até o grão “pegar” no fundo da panela.  
  4. Em seguida, coloque o vinho e mexa, para soltar tudo que está no fundo da panela e para ajudar a soltar parte do amido do arroz arbóreo. Mexa até o vinho evaporar.  
  5. Depois, adicione aos poucos o caldo fervente de legumes e mexa.  
  6. Na metade do cozimento do arroz, adicione os tomates cereja picados. Mexa até ficar no ponto al dente.  
  7. Coloque o parmesão, a segunda colher de manteiga gelada, misture e sirva. 

2. Risoto de linguiça calabresa com cerveja preta

 

Este risoto de linguiça calabresa é para degustar devagar, elogiando o sabor a cada garfada. Escutei um “Hummm”? E vai dizer que não combina demais com a janta de sábado à noite?

Foto reprodução: Tá na Mesa     

Ingredientes:

300g de linguiça calabresa Alegra em cubos pequenos
380g de arroz arbóreo
4 tomates sem pele e sem sementes, em cubos pequenos
2 cebolas médias picadinhas
5 dentes de alhos amassados
10 azeitonas pretas fatiadas
3 e ½ colheres de azeite de oliva
1 colher de molho inglês
500ml de cerveja preta
1,5 litro de caldo de legumes
1 colher de salsinha picada
1 colher de manjericão picado
½ colher de orégano seco
½ colher de pimenta calabresa
1 e ½ xícara de queijo parmesão ralado
1 colher de manteiga gelada
2 folhas de louro  
Sal a gosto

Modo de preparo: 

  1. Em uma panela, aqueça metade do azeite e refogue a cebola e o alho. 
  2. Coloque a linguiça calabresa, o tomate, a azeitona, o molho inglês e metade da cerveja. Misture tudo e reserve.
  3. Em outra panela, coloque o azeite restante, acrescente o arroz e mexa.
  4. Regue com o restante da cerveja e refogue por 2 minutos. Sempre mexendo.
  5. Junte as folhas de louro e vá adicionando aos poucos o caldo de legumes fervente, à medida que for secando, mexendo sempre, até o arroz ficar al dente.
  6. Junte o refogado de linguiça e misture bem.
  7. Acrescente a salsinha, o manjericão, o orégano e a pimenta e o sal.
  8. Polvilhe parmesão ralado, adicione a manteiga gelada, mexa e sirva. 

3. Risoto de bacon com queijo

 

Se você ama a combinação de bacon com queijo, você precisa fazer essa delícia:  

Foto reprodução: Guia da Cozinha 

Ingredientes

150g de bacon Alegra cortado em cubos
2 colheres de manteiga gelada
1 cebola em cubos
1 xícara de vinho branco seco
1 e 1/2 xícara de arroz arbóreo
1 cubo de caldo de legumes
4 colheres de queijo parmesão ralado
4 colheres de queijo provolone ralado
4 colheres de requeijão cremoso
Pimenta-do-reino a gosto
Sal a gosto 

Modo de preparo:  

  1. Em uma panela em fogo médio, frite o bacon na própria gordura, mexendo até dourar. Retire e reserve.  
  2. Em outra panela, derreta a metade da quantidade de manteiga.
  3. Refogue a cebola por 2 minutos.
  4. Acrescente o arroz e regue com o vinho.
  5. Refogue por 2 minutos e regue aos poucos com o caldo fervente de legumes, mexendo até evaporar.
  6. Continue regando conforme o caldo evaporar.
  7. Cozinhe por cerca de 20 minutos ou até o arroz amaciar e ficar cremoso.
  8. Depois adicione o bacon, o requeijão, a pimenta-do-reino e misture. Para finalizar, acerte o sal, adicione o queijo e a manteiga gelada. Mexa bem e ele estará pronto para saborear.  

Ufa, a dica de hoje foi longa. Se você chegou até aqui, chegou a hora de dizer: qual é o seu risoto preferido? Comente aqui embaixo!  

Depois siga o nosso Insta e o nosso Face para mais dicas saborosas. 😉 

Fontes: Mohamad Hindi, Marie Claire, Tá na Mesa, Tudo Gostoso, Guia da Cozinha, Leonardo Abreu

Comentários

Você também vai gostar das publicações abaixo: